Câmara Municipal de

Ceres

62 3323-1799

  • Início
  • Acesso à Informação
  • Transparência
  • Notícias
  • Fale Conosco
  • Novembro Azul

    03/11/2017 às 19:21 - Administração

    Durante o mês de outubro fizemos parte da campanha Outubro Rosa. Agora, no mês de novembro, chegou a vês do “Novembro Azul”. O “Novembro Azul” começou a tomar o seu espaço na mídia em Pub, na Austrália, em 1999, onde um grupo de amigos teve a ideia de deixar o bigode crescer durante todo o mês como apoio à conscientização da saúde masculina e arrecadação de fundos para doação às instituições de caridade. O mês de novembro foi o escolhido justamente por comemorar no dia 17 o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

     

    Campanha “Novembro Azul” no Brasil

     

    Quem trouxe esta campanha para o Brasil foi o Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia. Esta campanha tem, no Brasil, o mesmo objetivo apresentado em seu país de origem, porém se destaca a campanha de combate e prevenção ao Câncer de Próstata.

     

    Sobre o Câncer de Próstata

     

    A próstata é uma glândula no aparelho reprodutor masculino com a função principal de produzir o esperma. Entende-se como câncer de próstata quando as células desse órgão começam a se multiplicar de forma desordenada.

    Estatísticas indicam que:

    -       Esse é o segundo tipo de câncer mais mortal entre os homens.

    -       Um em cada seis homens é alvo da doença.

    -       Há um diagnóstico de câncer de próstata a cada 7,6 minutos.

    -       Há um óbito por câncer de próstata a cada 40 minutos.

    -       É o sexto tipo de câncer mais frequente no mundo.

    No começo a doença não apresenta nenhum sintoma, por isso é de suma importância a realização de exames de toque e de sangue periódicos. O exame de sangue NÃO substitui o de toque, visto que muitas vezes a doença não é detectada a partir do sangue, assim, os exames são complementares e devem-se fazer ambos.

    Normalmente, os homens são mais resistentes a cuidar de sua saúde de forma preventiva e procurar um médico regularmente. Por isso na maioria das vezes a doença é descoberta tardiamente, apenas quando os sintomas começam a aparecer. E 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em estágio muito avançado e grave quando os sintomas começam a aparecer. Por isso é tão importante prevenir-se e descobrir a doença na fase inicial, quando as chances de cura são grandes.

     

    Quais são os sintomas?

     

    O câncer de próstata precoce não causa sintomas. Geralmente é diagnosticado após um teste de PSA (Antígeno Prostático Específico) elevado. Às vezes, entretanto, o câncer de próstata causa sintomas semelhantes aos da hiperplasia prostática benigna (uma condição médica caracterizada pelo aumento benigno da próstata que normalmente se inicia em homens com mais de 40 anos). Estes sintomas incluem polaciúria, urinar mais à noite, dificuldade em iniciar e manter um jato contínuo de urina, sangue na urina e ato de urinar doloroso. O câncer de próstata pode também causar problemas com a função sexual, como dificuldade em atingir uma ereção ou ejaculação dolorosa.

    O câncer de próstata avançado pode causar sintomas adicionais à medida que a doença se espalha para outras partes do corpo. O sintoma mais comum é dor óssea, geralmente nas vértebras (ossos da coluna), pelve ou costelas, do câncer que se espalhou para estes ossos. O câncer de próstata na coluna pode também comprimir a medula espinhal, causando fraqueza nas pernas e incontinência urinária e fecal.

     

    Tratamento

     

    O tratamento é variável e depende do estadiamento da neoplasia que, a grosso modo, pode ser dividido em tumor localizado e tumor metastático. O tratamento do tumor localizado pode ser cirúrgico ou radioterápico. O tratamento de tumor metastático baseia-se no bloqueio hormonal da testosterona, inibindo assim o crescimento da massa tumoral sendo frequentemente um tratamento adicional importante. Podem ser utilizados vários tipos de drogas com eficácia e efeitos colaterais variáveis que devem ser levados em conta no momento da escolha do tratamento.

    A remoção cirúrgica da próstata, ou prostatectomia, é um tratamento comum tanto para os cânceres de estágio precoce, quanto para cânceres que falharam em responder à radioterapia.